Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.

Trabalhador tem a perna perfurada por vergalhão em obra

Um homem de 43 anos ficou ferido no início da tarde desta sexta-feira, 14, em uma construção na Avenida João Pinheiro, ao lado da represa Bortolan, depois de cair em cima da ponta de um vergalhão.

Foi preciso serrar o vergalhão para levar o trabalhador para a Santa Casa – foto Roni Bispo/Poçoscom.com

De acordo com o Corpo de Bombeiros, os trabalhadores preparavam para encher uma laje, quando o rapaz se desequilibrou e caiu em cima da ponta de um vergalhão de 3/8 de polegadas, que estava sem a devida proteção.

Com a queda, a coxa direita do trabalhador foi atravessada pelo vergalhão. A vítima foi socorrida em primeiro momento por equipes do Corpo de Bombeiros, mas foi preciso acionar uma unidade do SAMU para medicar o homem ali mesmo, pois ele estava agitado e sentia muita dor. Após aplicar o medicamento o trabalhador se acalmou e os bombeiros puderam cortar a barra de ferro e puderam tirar ele do lugar onde estava caído.

Após serrar o vergalhão, a equipe do SAMU conseguiu colocar a vítima na maca e levá-la para a Santa Casa onde recebeu os cuidados médicos e liberado.

Este foi o segundo acidente de trabalho registrado esta semana. Na última segunda-feira, um funcionário de uma empresa terceirizada da Alcoa morreu depois de ter 90% do corpo queimados em um acidente de trabalho. José Marcos Gonçalves, de 50 anos realizava o corte de uma estrutura do telhado de uma área desativada quando ocorreu um incêndio, atingindo a plataforma onde ele estava.

Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na Santa Casa.

Em nota a Alcoa reiterou o compromisso com a segurança de seus colaboradores diretos e indiretos e, junto com a Parex, está empenhada em levantar a causa do incidente para tomar as medidas necessárias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *