ATEPC é orientada sobre regularização do transporte escolar

Representantes da Secretaria de Defesa Social, Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) e da Associação de Transporte Escolar de Poços de Caldas (ATEPC) participaram de uma reunião na sede da secretaria com o objetivo de orientar sobre a importância da regularização dos transportes escolares junto ao departamento e também informar sobre o início das fiscalizações. O encontro foi nesta quarta-feira, 31.

A partir do dia 5 serão realizadas blitzes em vários pontos da cidade

De acordo com o secretário, Marcos Tadeu Sala Sansão, na próxima segunda-feira, 5, a rede municipal inicia o ano letivo de 2018 e, visando garantir a segurança dos estudantes que optam pelo transporte, serão realizadas blitzes em diversos pontos da cidade com o intuito de verificar a situação das vans que realizam o transporte escolar no município.

Ainda de acordo com Sansão, além do Demutran, as blitzes contarão com a cooperação dos agentes de trânsito do município, da Guarda Municipal e também da Polícia Militar com o intuito de coibir a clandestinidade e a irregularidade na prestação de serviço.

Segundo o presidente da Associação, Rogério Berlini Maiochi, atualmente cem vans fazem parte da ATEPC e, como membros, todos tem por obrigação manter os documentos em dia, realizar todas as vistorias solicitadas até o início do ano letivo, garantindo assim, a segurança ao usuário. “A expectativa é que até sexta todos os associados estejam com os documentos em dia”, comenta.

Rogério ressalta que a fiscalização é de grande importância e que devem ocorrer de maneira frequente com o objetivo de inibir o transporte irregular e clandestino na cidade, o que, muitas vezes, coloca em risco a segurança dos estudantes.

De acordo com a diretora do Demutran, Elaine Cristina Assunção, os motoristas que ainda não realizaram a regularização do veículo junto à Prefeitura devem procurar a Secretaria de Defesa Social, que fica na Rua Pernambuco, 265, no Centro, das 12h às 18h. O telefone é o 3697-5352. Ainda de acordo com ela, os motoristas que estiverem fazendo o transporte sem a autorização e forem abordados durante a fiscalização estarão sujeitos a punições como multas, apreensão do veículo e até suspensão da CNH.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Este site está protegido.